teste
teste

O que é Microlearning?

O que é Microlearning?

Na era digital, a quantidade imensa de informações a que somos expostos diariamente nos faz cada vez mais seletivos em relação ao que damos atenção. Soluções em educação corporativa não podem ignorar essa realidade e, por isso, muitas têm adotado a tendência do microlearning.

O QUE É

Microlearning se refere a oferecer processos de aprendizagem em doses menores, mais facilmente assimiláveis e planejadas. Atividades educacionais que se baseiam em microlearning são caracterizadas por exigir do participante menos tempo e menos esforço em sua realização, com assuntos específicos e direcionados em cada unidade da abordagem, mas mantendo a complexidade no todo. São flexíveis e centradas no usuário.

Não se trata de oferecer menos conteúdo, pelo contrário, mas de facilitar sua assimilação com o planejamento de sua apresentação em atividades mais curtas, focadas e objetivas.

A tendência leva em consideração os variados estímulos aos quais as pessoas estão sujeitas em seu dia a dia, o ritmo acelerado de vida das cidades e as necessidades de capacitação provenientes do trabalho.

DÉFICIT DE ATENÇÃO

Uma série de pesquisas indica que a maneira como nos concentramos e dirigimos nossa atenção tem mudado muito nos últimos anos. Estudos do Centro Nacional de Informação e Biotecnologia dos EUA indicam que o tempo máximo que um adulto navega a internet sem nenhuma distração (ou seja, acessando outro site/conteúdo) está diminuindo drasticamente. Em 2000, esse tempo era de 12 segundos e hoje já se configura em apenas oito.

Ao mesmo tempo, as pessoas consomem cada vez mais vídeos, conteúdo mais palatável e de fácil assimilação. Segundo pesquisa da escola de negócios da University of Southern California, em 2015, as pessoas estarão consumindo mais de 15 horas de conteúdo midiático por dia.

EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA ACELERADA

Ao mesmo tempo em que a tecnologia evolui, ela se torna cada vez mais crucial para as soluções educacionais corporativas. Habilidades antes essenciais se tornam obsoletas e novas habilidades se tornam prementes.

É preciso capacitar os profissionais em pouco tempo para que o gap de competências não aumente, diminuindo a produtividade. Para isso, é fundamental usar a tecnologia a seu favor.

APRENDIZAGEM TRADICIONAL NEM SEMPRE FUNCIONA

As salas de aula tradicionais são cada vez menos eficientes no desenvolvimento dos profissionais. Tomam muito tempo, custam caro, nem sempre favorecem a retenção dos conhecimentos trabalhados e geram valor limitado para o negócio da organização. São adequadas em situações específicas, embora os contextos e necessidades de desenvolvimento das empresas exijam programas educacionais cada vez mais versáteis, flexíveis e dinâmicos.

 

Leia aqui matéria sobre os pontos positivos da aplicação de técnicas de microlearning na educação corporativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar