teste
teste

Desenvolvimento de Pessoas: o custo de não fazer nada

Desenvolvimento de Pessoas

Desenvolvimento de Pessoas: o custo de não fazer nada

Esté é o primeiro post de uma série sobre a importância de um desenvolvimento de pessoas planejado, estratégico e contínuo para a evolução e sustentabilidade dos resultados, seja qual for o seu negócio.

Estudos comprovam que o desenvolvimento de pessoas e das práticas de liderança é um fator realmente importante para os resultados e para a sustentabilidade de uma organização.

À medida que a velocidade dos negócios aumenta, é fácil concentrar-se apenas nas necessidades imediatas e prestar menos atenção às questões verdadeiramente sistêmicas – que, em última instância, são as que sustentam o sucesso no longo prazo. “Uma dessas questões mais significativas é o desenvolvimento de pessoas. E deixar de realizar esse desenvolvimento é um problema sério”, de acordo com David Witt, pesquisador da The Ken Blanchard Companies, que estuda o engajamento dos funcionários e o impacto que as práticas de liderança têm sobre a retenção, bem-estar e produtividade dos funcionários.

“Pesquisas anteriores já haviam estabelecido uma forte correlação entre os índices de satisfação dos funcionários de uma organização e seus respectivos índices de satisfação do cliente”, afirma Witt. Isoladamente, isso não chega a ser nenhuma uma novidade. No entanto, ele destaca que, “em ambos os casos, estes resultados possuem uma relação direta com as práticas de liderança adotadas pela organização”.

Segundo Witt, do ponto de vista organizacional, foi observada uma conexão bem próxima entre o resultado financeiro das organizações e suas práticas de liderança, o engajamento dos funcionários e a preferência dos clientes. “Descobrimos que há uma relação clara entre a qualidade das práticas de liderança de uma organização – de acordo com a percepção dela pelos funcionários – e a consequente intenção dos colaboradores de permanecerem na organização, de atuarem com um desempenho superior e de suas escolhas na hora de se esforçarem um pouco mais.”

Desenvolvimento de Pessoas: Esperar não é Saber

Instintivamente, a maioria das organizações já sabe que deveriam estar realizando um trabalho melhor no desenvolvimento das suas competências e habilidades de liderança. Para elas, o desafio é o tempo. “Da mesma forma que líderes individuais têm a esperança de, um dia, reservarem um pouco mais de tempo no futuro para planejar e priorizar o seu trabalho, o mesmo acontece com as organizações”, explica Witt.

Mas Witt completa que adiar o desenvolvimento dessas competências tem um custo que será cobrado da organização no longo prazo. Segundo ele, “no curto prazo, é até possível entregar alguns bons projetos gerenciados de forma fragmentada – apenas por demandas, de uma deadline a outra – mas, geralmente, eles acabam sendo não muito bem planejados e apresentam menor produtividade ou eficiência do que poderiam ter. Além disso, acaba sendo necessário adquirir recursos não previamente planejados, as pessoas acabam trabalhando mais horas-extras e o bem-estar sempre acaba prejudicado.”

Desenvolvimento de Pessoas: Quem sabe faz a hora, não espera acontecert

Para o pesquisador, é importante que a empresa reflita sobre onde ela está versus onde deseja chegar, em termos de produtividade e de desenvolvimento de pessoas. “Há uma lacuna bem grande na maioria das organizações, de acordo com os dados que as pessoas registram quando preenchem a nossa calculadora online, projetada para medir o ROI (retorno sobre investimento) do treinamento e desenvolvimento de pessoas”.

Organizações que não se preocupam em desenvolver continuamente as suas práticas de liderança apresentam um evidente descompasso no desempenho que mantém os resultados mais baixos do que poderiam ser. Neste atual ambiente de negócios, acelerado e sempre em mutação, é extremamente importante que todos ofereçam o seu melhor, especialmente em termos de criatividade, inovação e pensamento inovador. Esse tipo de resultados só é possível atingir com uma força de trabalho altamente empenhada, engajada e apaixonada.

Quando isso ocorre, tem-se uma organização mais focada, mais eficiente e mais eficaz no atendimento das necessidades dos clientes. É um ambiente que favorece o melhor que existe nas pessoas, que promove um atendimento de nível mais elevado aos clientes e que traduz tudo isso em um melhor desempenho e em melhores resultados. É um contexto “ganha-ganha” que beneficia a todos.

Entre em contato e conheça as nossas soluções. A metodologia blended exclusiva da MindQuest vem sendo aprimorada ao longo de 20 anos de experiência na customização de programas de desenvolvimento de pessoas para organizações do Brasil e da América Latina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar